Bem-vindos à
Happy Conference 2022

Embora antes da pandemia já houvesse uma consciência crescente de saúde, e um entendimento integrado da saúde física, emocional e mental – os desafios dos últimos dois anos reforçaram a importância de uma vida saudável e de um sistema imune robusto, tornando a saúde no trabalho, em particular a saúde mental, uma prioridade nas agendas dos líderes. E se há dois anos atrás o apoio dado pelas empresas aos seus colaboradores em termos de saúde era geralmente visto como um extra desejável, agora é um verdadeiro imperativo empresarial.

 

A saúde das pessoas é, neste contexto, um alicerce dos negócios mais diferenciados e responsáveis. A razão é simples: a médio e longo prazo, as pessoas saudáveis são mais felizes, mais resilientes, mais criativas, mais produtivas, eficientes e envolvidas. As empresas que dão prioridade à saúde no trabalho e fornecem aos seus colaboradores conhecimento e ferramentas para estes gerirem e melhorarem a sua saúde, estão não só a agir corretamente do ponto de vista social, mas também a apostar numa visão empresarial vencedora assente numa cultura ampla de saúde, com muitos pequenos e grandes efeitos, a nível individual e de grupo.

 

Mas vamos mais longe. Se pensarmos que as pessoas passam a maior parte do seu tempo no trabalho, e que as empresas têm uma grande influência na vida dos seus colaboradores, vemos que ao inspirar e promover ambientes de trabalho saudáveis as empresas assumem progressivamente um papel verdadeiramente importante como catalisador e veículo de saúde pública.

 

No que diz respeito à saúde mental, empresas do mundo inteiro recorrem já a programas especiais para ajudarem os seus colaboradores a gerir melhor o stress, combater o esgotamento e os baixos níveis de envolvimento, zelando assim por mais e melhores equilíbrios de vidas e carreiras. As pessoas precisam - e esperam - ambientes de trabalho saudáveis, e tudo isto requer profundas e complexas mudanças nas culturas e dinâmicas organizacionais para futuros verdadeiramente sustentáveis.

 

Há receios e estigmas que temos de acabar, há relações quebradas que têm de ser reestabelecidas, há emoções que têm de ser expressas e desconstruídas sem medo, há um clima de segurança psicológica que tem de ser sentido e vivido por todos. Há exercício físico que pode ser impulsionado, dicas alimentares que podem ser disponibilizadas, rotinas clinicas que podem ser instituídas, novos espaços intelectuais que podem ser abertos.  Há dinâmicas e incentivos positivos para muito mais saúde.

 

Hoje vivemos um momento único em que líderes e equipas podem assumir um papel mais relevante na criação de organizações destemidamente saudáveis.

 

Os líderes devem aproveitar esta oportunidade para repensar e definir estratégias de saúde mais amplas e criativas, que englobem frentes de ações interconectadas, multidimensionais e complementares que, em última instância, levarão as pessoas a uma vida mais saudável e positiva, com elas próprias e quem as rodeia.

 

Neste âmbito, desafiamos líderes e equipas a juntarem-se à Happy Conference 2022 – uma experiência repleta de partilha de conhecimento, que reúne um conjunto de oradores de renome mundial que nos trazem contexto, conceitos, estratégias, ferramentas e exemplos práticos úteis à dinamização de culturas de saúde mais vigorosas e positivas nas organizações.

 

A Happy Conference 2022 será no dia 29 de Março, no Teatro Tivoli, com transmissão para o mundo. As empresas podem assim adquirir bilhetes presenciais, virtuais, ou uma combinação de ambos. O tema é promissor: Health Now: How Leaders and Teams Dare to Create Greater Organizations!

Convention